30.09.2013

Um documentário chamado Miley: The Movement será exibido na MTV a partir de Quarta-Feira (dia 02 de Outubro), e ele revelará um lado mais íntimo de Cyrus.

Isso leva um tempo para ser digerido, mas o filme de 41 minutos é programado para coincidir com seu novo álbum, Bangerz, que será lançado na Terça-Feira, 08 de Outubro, e falará sobre como Cyrus está focada em sua carreira.

Isso significa que não haverá assunto sobre Liam Hemsworth, nenhuma discussão sobre o noivado rompido. Embora existam algumas fotos de sua infância e menções de Billy Ray Cyrus, não há entrevistas de sondagem como em um documentário tradicional. Cyrus tinha o controle editorial sobre o filme.

O que ela mostra é muito confidente, uma jovem artista muito descontraída, ao longo de quase 4 meses. As gravações começaram antes de ela dançar twerk no Video Music Awards, e revela uma grande parte dos bastidores daquela noite.

Ela está surpresa com o fato de as pessoas se surpreenderem que ela não é a Hannah Montana. Ela cresceu.

Eu tinha que fazer algo que não se parecesse comigo há tanto tempo“, disse Cyrus. Agora, ela comanda a si própria.

Eu precisava deixar o passado de alguma maneira, então eu senti que poderia ser a bad bitch que eu sou“, ela disse.

Na maior parte de “The Movement“, Cyrus não é uma performer com a língua para fora que balança os quadris. Ela vem como uma garota incrivelmente focada e trabalhadora. E na cena mais reveladora do filme, Cyrus surge como uma ousada fã de Britney Spears.

Eu sempre disse que eu só quero uma bitch em meus discos, e ela é Britney, bitch“, ela disse.

Cyrus está empolgada por trabalhar com Spears e diz a ela: “A maneira como Madonna foi com você? É assim que você tem sido para a minha geração.

Ela também reflete sobre assistir o VMA 2002, quando Spears usava uma cobra em seu visual. Cyrus ficou encantada, preocupando o seu pai, e ela cita como se fosse ele: “Minha filha vai ser uma stripper!

As câmeras seguem Cyrus em sua casa em Los Angeles com seus cães, em seus carros, em estações de rádio e posando com fãs. Ela geralmente está usando shorts curtos e top. Sua mãe, Tish Cyrus, está geralmente no carro ou ensaiando no estúdio com ela.

Qualquer pessoa que alguma vez tenha dito ‘Onde está a mãe dela?’, verá que eu estou bem aqui“, disse Tish Cyrus.

A mãe dela estava ao lado dela no SUV que a levou ao Barclays Center no Brooklyn, o local do VMAs 2013. Cyrus deveria ser transferida para um carro escoltado, mas algo deu errado. A cantora, já nervosa antes de saber que aquela seria a sua maior noite, ficou furiosa e xingando. Mas no momento em que ela saltou do SUV, ela posou para os fãs e deixou as emoções de lado.

Em seguida, ela subiu no palco para fazer sua performance com twerk, onde ela agiu exatamente como queria.

Quantas vezes você já viu isso acontecer no POP?“, Cyrus pergunta. “Madonna já fez isso, Britney já fez isso“.

E enquanto todo mundo está comentando sobre a sua esfregação com Robin Thicke e sobre ter encontrado usos inovadores para um dedo de espuma, Cyrus diz: “Sim, eu estou muito confortável com o meu nível de sexualidade“.

Além disso, ela não acha que a performance foi escandalosa.

As pessoas podem olhar para essa performance e achar que foi uma bagunça picante“, diz ela. “É uma bagunça picante estratégica. Se eu quisesse um show sexy atrevido, eu não estaria vestida de urso“.

O produtor Pharrell Williams, que trabalhou com ela em várias faixas do Bangerz, disse: “Eu estou te dizendo, o mundo acha que conhece essa garota, mas o meu conselho para você é: não se deixe enganar“.

Ele delira com a voz dela, e diz: “Então, quando as pessoas estão tipo ‘Por que ela está dançando twerk? Por que ela está fazendo isso?’, a resposta é simples: porque ela é da América“.

Fonte: Zap 2 it | Tradução: MCyrus.com


Publicada por: Miley Cyrus Brasil
relacionado
17.09.2020
relacionado
11.09.2020
relacionado
07.09.2020
relacionado
31.08.2020
comente a postagem!