24.06.2014

Miley deu recentemente uma entrevista a rádio 2Day FM da Austrália, nessa entrevista ela fala sobre sua turnê mundial, sua casa, a saudade de seus cachorros quando está longe de casa, e outros assuntos.

Tradução:

E: Eu geralmente não gosto dessas coisas mas eu te idolatro,
M: Obrigada!
E: Você é quem você é acima de tudo, em muitos sentidos e eu acho que você será Madonna
M: Caralh*
E: Mas terei que esperar pelas notícias para descobrir
M: Sim, mais tarde
E: Como é, para você, estar em turnê? É bom?
M: Sim, é bom. Sabe, estou com saudades de casa, tenho cachorros lá, então de todos que não estão comigo na estrada, eles são de quem eu sinto mais falta. Se eu não tivesse meus cachorros, acho que ficaria em turnê a minha vida toda, nunca sairia da estrada, apenas continuaria indo. É um modo de vida tão legal. Não sei se é assim com todos, mas quando estou em turnê eu fico tão desconectada do mundo, eu não me importo com o que está acontecendo, não tenho vida pessoal mas meio que tenho porque é como se o seu mundo inteiro estivesse embrulhado nisso, então seus amigos, as pessoas com quem você trabalha, está tudo lá o tempo todo, então o único motivo pelo qual eu quero voltar para casa é a saudade que eu tenho dos meus cachorros, se não eu apenas continuaria em turnê.
E: Você não pode levar seus cachorros com você?
M: Não posso, eles não deixam! Eu tenho um pitbull, eu tenho… Eu tenho alguns outros cães. Eles te fazem vaciná-los com várias coisas antes de entrar em um outro país, então eu preciso descobrir um jeito de acabar com isso para então viajar o mundo para sempre
E: Talvez diga que são humanos
M: É, sentá-los nos acentos! Eu os levei comigo na turnê pelos EUA, o que fez a turnê bem mais fácil, porque é a única coisa da qual eu realmente tenho saudade
E: Não sente saudades da sua cama?
M: Até que não. Eu vivo sozinha, então é tudo uma bagunça, tipo, não tenho minha mãe mais para cuidar de mim, então seria legal alguém que limpasse meu quarto todo dia, tipo, você sai do quarto do hotel e já vem alguém limpar e arrumar e quando você volta está tudo perfeito, então eu definitivamente topo isso, eu topo serviço de quarto, porque eu nunca tenho comida em casa, então é, eu adoro a vida em hotel, eu topo.
E: Você consegue conciliar tudo?
M: Há esse ponto só porque muitas coisas estão acontecendo, além dessa turnê. No começo eu estava focada em fazer o show, mas eu tenho um pouco de DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção), então o show se tornou instintivo para mim, então eu comecei a adicionar muitas coisas ao prato cedo demais e agora são muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, e no meio do pensar sobre o que está acontecendo você tem que sair para cantar e por de lado tudo no que você estava pensando, mas é difícil, quando você está no palco, não pensar nessas coisas.
E: Eu quase esqueci, você tem DDA de verdade?
M: De verdade
E: Eu também
M: Sim, é muito ruim
E: O pior?
M: Sim, muito ruim
E: Alguém me falou para entrar em um pote, e eu fiz isso. Eu fiquei paranóica, achava que o cachorro estava olhando para mim e falando comigo.
M: Eu preferiria ter isso. Mas quando você está fazendo um show, a parte mais difícil é, eu acho, que você faz a mesma coisa toda noite, e como eu disse, eu tenho DDA, tenho isso de ser criativa demais, toda noite quero fazer algo diferente, mas fica fácil porque os fãs são épicos, eles são muito legais. Eles jogam objetos ao palco, eu pego e faço qualquer coisa com aquilo, faço fazer parte do show, então toda noite é bom ter esse tipo de objeto jogado ao palco porque é algo novo com o qual eu posso trabalhar. E eu atuei por muito tempo, então é algo que eu meio que adicionei ao meu show. Sou 100% eu mesma, mas faço vários personagens ao longo do show, com as coisas jogadas. O show inteiro é ridículo, eu me caracterizo de certo modo.

Tradução: Equipe MCyrus.com – Valentina Porto.


Publicada por: Miley Cyrus Brasil
relacionado
31.08.2020
relacionado
05.08.2020
relacionado
17.07.2020
relacionado
15.07.2020
comente a postagem!