11.09.2014

Miley Cyrus está estampando a capa da revista CAPRICHO nessa quinzena. Em entrevista exclusiva, a cantora falou sobre vários assuntos, entre eles, os shows no Brasil.

Confira na íntegra logo abaixo.

Capricho: Oi, Miley! Como você está?
Miley: Estou bem, e você?

CH: Também, obrigada por perguntar. É tão bom falar com você. Sou sua fã de verdade.
Miley: Muito obrigada! Isso é incrível.

CH: Estamos indo para Chicago ver seu show.
Miley: Para! Mentira! Que legal. Vocês vão gostar.

CH: Alguns fãs mais antigos não entenderam essa sua nova fase. O que diria a eles?
Miley: Não existe uma nova pessoa. A gente cresce e evolui! Vivi numa cidade pequena do Tennessee e, quando fiquei mais velha, decidi ir atrás do que acreditava, e não seguir tudo que me diziam. Principalmente em relação a como uma mulher deve ser ou agir. As pessoas me tuítam dizendo “Oh, sinto falta da velha Miley”. Isso não existe. A gente cresce, assiste a filmes melhores, lê livros melhores, ouve músicas mais interessantes. Quero que as pessoas me vejam como um exemplo. Não quero que façam o que eu faço, até porque nem tudo é certo. Mas acho que eu sou uma das artistas mais felizes nessa indústria (do showbizz). As pessoas costumam achar que todo famoso é feliz, por causa do dinheiro e do sucesso, mas isso não faz ninguém feliz. Aos 21, estou vivendo a vida do meu jeito.

CH: Você já disse que a polêmica em torno da sua imagem foi total calculada. É verdade? Quanto disso é realmente você?
Miley: Nem tudo foi calculado. Outras famosas ficam chocadas por eu não ter ninguém pra tomar decisões por mim. Me perguntam como sou tão livre. Olha, se eu tinha alguma dívida com alguém, ela já foi paga. Muita gente ganhou bilhões de dólares em cima de mim (ela está falando de Hannah Montana). Eu não sabia, porque era muito nova. Agora quero fazer coisas por mim. Eu queria ganhar mais dinheiro e fama se estivesse fazendo de outro jeito. Mas não me importo com o dinheiro. Quando meus fãs eram pequenos, compravam um monte de camisetas, CDs e bonecas. Devolvo o apoio que me deram em energia nos meus shows. Por isso são extravagantes, porque meus fãs merecem. Eles foram muito legais a mim.

CH: Você estaria se defendendo por ser sexy – e por fazer o twerk – se fosse um garoto?
Miley: Fico feliz de você ter me perguntado isso! Com certeza, não. Faço coisas a favor do empoderamento feminino e da igualdade entre sexos. Outro dia disse em uma entrevista: “O Elvis balançava o quadril nos anos 50 e 60 e era um ídolo sexual. Mas ninguém falava disso porque era homem”. As pessoas até incentivavam as meninas a jogar suas calcinhas e sutiãs no palco.

CH: Mas, se é você, é chocante…
Miley: Exato! Você vai ver. No meu show, as meninas também jogam sutiã no palco, e é engraçado porque eu acho que isso não acontece desde os Beatles e os Rolling Stones – grupos de homens. Eu encorajo as garotas, e a mim mesma, a ser assim. É até um pouco sexista. Não acho que as pessoas me veem como uma figura feminina ou masculina. Eu sou eu, ponto. É assim que uma garota deve ser. Lutei para entender como deveria tratar essa coisa de poder e garotas. O que acontece no VMA (o twerk com Robin Thicke no ano passado) é um ótimo exemplo: o que rolou naquela noite ficou concentrado em mim porque era uma menina ali. Eu acho que os homens deveriam sentir medo. As mulheres estão mais fortes do que nunca.

CH: Espero que você, como artista, ajude a mudar esse tipo de pensamento.
Miley: Acho que estou conseguindo. Quando vocês assistirem ao show amanhã, ficarão surpresos. As pessoas estão acostumadas a ver pedacinhos das apresentações em fotos ou pequenos vídeos na internet, mas, quando você está realmente lá, vivendo a experiência do show, é diferente. É sexy, sim, mas não é um sexy para homens, o show não serve para satisfazer os homens, sabe?

CH: No Brasil vai ser assim também?
Miley: O legal dessa turnê é que estamos fazendo um show diferente. Estou com essa turnê desde fevereiro. Agora vou para a América do Sul e, logo depois, para a Austrália. Faz muito tempo que eu não vou para a América do Sul, estou feliz em poder voltar.
CH: Qual é a melhor parte de vir para cá?
Miley: Sinto que aí tenho uma liberdade que não tenho em nenhum outro lugar do mundo, especialmente no Brasil. Não sei se você já viu no Twitter ou no Instagram, mas os brasileiros ocupam todo o meu feed! As pessoas ficam muito animadas pra ver e assistir ao show, são muito receptivas.

CH: Qual é o seu momento favorito no palco?
Miley: Amo a parte acústica. Aliás, estou preparando algo especial para os fãs da América do Sul nessa hora. Gosto desse momento porque é quando eu me sinto mais conectada com o público. Fico perto deles e posso relaxar. Não preciso pensar tipo “Ah, agora eu preciso subir na língua” ou “Agora é a vez do hot dog”. Eu canto alguns clássicos, que eu sei que os fãs não vão cantar junto, mas espero que… Sabe, eu cresci numa família de músicos ouvindo um pouco de tudo e gosto de expor meu público a coisas diferentes, que talvez eles não conheçam.

CH: Se quiséssemos te convidar para uma festa, como esse evento deveria ser?
Miley: Você vai ter que chamar toda a minha galera pra lá! (risos) Meus músicos, meus dançarinos, todo mundo! Tem que ter música boa e gente legal. É tudo de que eu preciso. Quando estamos na estrada, às vezes paramos em algum lugar que não tem nenhuma balada por perto, mas tudo bem. A gente só quer uma sala pra poder bagunçar e se divertir. A música é a alma da festa. Se vou para algum lugar legal e o som é ruim vou embora. Não aguento.

CH: Deve ser divertido ir a uma festa com você!
Miley: A gente vai ter que fazer isso no Brasil. Com certeza vou curtir muito por aí!

CH: Muito obrigada, Miley! Adorei falar com você. Espero te encontrar em uma festa também! (risos)
Miley: Com certeza! Te vejo lá, hein?

Você pode comprar a sua na banca mais próxima! Ansiosos?!


Publicada por: Henrique Silveira

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5146
relacionado
31.03.2021
relacionado
12.01.2021
relacionado
20.12.2020
relacionado
19.12.2020
comente a postagem!
error: Content is protected !!