18.10.2014

Na semana passada, Miley participou do Sunrise TV no Opera House em Sydney, Austrália, onde a loira foi entrevistada e performou algumas de suas músicas e realizou os seus covers favoritos para os fãs que estavam no local, e acompanhando tudo pela televisão.

Bom, a nossa equipe traduziu a entrevista de Miley e você pode conferir logo abaixo.

Sunrise: Miley, olá novamente! Seja bem vinda!

Miley: Obrigada, muito obrigada!

Sunrise: Isso é de Witney. Parece com a Miley, né? Essa é a Barbie Miley.

Miley: Achei que você tivesse feito isso para mim.

Sunrise: Eu poderia dizer, mas não sou a dona.

Miley: Bom, muito obrigada!

Sunrise: A primeira coisa que você fez ao chegar aqui foi uma nova tatuagem, né?

Miley: Sim.

Sunrise: Podemos vê-la?

Miley: Eu chamo meu irmão de Wukong, é um rei dos macacos. Eu ganhei do meu irmão mais novo, tivemos o melhor dia então eu tentei tê-lo marcado para sempre.

Sunrise: Ele está aqui?

Miley: Não aqui, por que meu irmão me ama mas não o suficiente para acordar às 5 da manha, então é. Eu o amo o suficiente para tatuar seu nome mas ele não me ama o suficiente para vir me ver na Sydney Opera House às 5 da manha.

Sunrise: Wukong deveria levantar-se!

Miley: Sim!

Sunrise: O homem que fez a tatuagem em você disse que você é fantastica: trabalha sério mas é tranquila…

Miley: Sim, eles todos vieram ao show! Eu falei: me façam uma tatuagem e eu lhes dou ingresso! Demos a eles ótimos lugares, nos divertimos muito, fiz uns covers diferentes so por causa deles. Percebi que estava me apresentando para tatuadores, então tive que fazer uns covers de Led Zeppelin, um pouco desse tipo de coisa.

Sunrise: Ele disse que você é muito tranquila, você se diz muito tranquila. O que você acha que te diferencia de outras estrelas que são, talvez, não tão tranquilas.

Miley: Eu acho que, sei lá, eu meio que cresci nesse mundo, nisso de fama e dinheiro, eu meio que sei o que te dão. Sei que é bastante coisa, mas as pessoas pensam que é tudo. As pessoas ficam obcecadas e no final do dia, sabe, acho que as pessoas podem ser as mais famosas e mais ricas do mundo e ter todas essas coisas mas elas não são tão felizes. Então eu decidi que o meu objetivo de vida é ser feliz o tempo todo, o que infelizmente é difícil, mas eu estava falando com meus fãs outro dia, quando eu estava cantando Lilac Wine em Melbourne e eu estava falando pra eles que, sabe, se você está triste, apenas viva aquele momento e esteja triste. Você não precisa fazer daquilo uma coisa eterna, mas também não precisa correr, fugir de suas emoções. Se você está feliz, aproveite esse sentimento, se você está triste, faça o mesmo. Então por mais que pareça meio cafona dizer “viva o momento”, é mais ou menos o que eu faço.

Sunrise: O que você gostaria de estar fazendo se não estivesse cantando?

Miley: Se eu não estivesse aqui, eu gostaria de fazer algo como stand up comedy então eu meio que acho que esse é o meu jeito de fazer isso.

Sunrise: Você faz isso no show?

Miley: Eu sou a piada, olhe para mim. Eu sou uma piada ambulante, e sim, isso no meu cabelo foi literalmente $1,50 e eu comprei em uma farmácia por que eu não queria fazer meu cabelo às 5 da manhã então eu simplesmente coloquei esse arco na cabeça. Tenho meus fãs que me dão todas essas coisas maneiras então eu sou a piada. E eu me sinto como que, sabe, especialmente por ter vindo da atuação, é divertido, para mim, poder entreter em todos os sentidos e é isso o que eu gosto de fazer. Quando está tudo muito quieto e calmo, eu fico muito nervosa, por não estar acostumada com isso.

Sunrise: Você não é uma completa piada. Ser a Miley Cyrus é coisa séria e você mudou um pouco nos últimos anos. O quão importante foi para você compartilhar o personagem da Disney?

Miley: É engraçado porque eu nunca realmente pensei em nada porque, de novo, parece meio ingênuo mas eu sou honesta demais, me dizem o tempo todo e eu sou “eu mesma” demais, se alguém aqui já acessou meu Instagram… Então eu acho que nunca parei para pensar nisso e essa é a coisa de ser feliz. É o que meu pai sempre me disse, o que, de novo, é cafona mas, se você está feliz e fazendo o que você ama você nunca vai trabalhar. É exatamente isso, eu não sinto como se eu estivesse trabalhando. Eu não me sentei com um plano, com vários homens estudados me dizendo “é desse jeito que vamos te tornar uma grande estrela”. Eu apenas fiz as coisas, confie em mim, fiz coisas que as pessoas me diziam justamente para não fazer, me olhavam como se eu fosse louca e quando We Can’t Stop saiu, eu falei “Viram? Funcionou. Agora vocês tem que confiar em mim” e desde então eu tive essa liberdade e tenho muita sorte por que, sabe, muitas pessoa especialmente no pop tem profissionais que falam para eles o que eles devem ou não fazer, sabe, “você não pode tirar fotos fazendo tais coisas”, o que você realmente não deveria, mas dane-se. Sabe, “você não pode tirar fotos fazendo certas coisas”, “você não pode fazer isso”, “você não pode fazer aquilo”, sabe? Você está fazendo seu próprio negócio, você é uma das únicas pessoas que… Ninguém me emprega, eu sou eu mesma, sabe? Então é tipo, somos completamente livres!

Sunrise: E a apresentação com o Robin Thicke? Foi planejado ou tudo espontâneo?

Miley: A histeria após a apresentação não foi planejada. Eu não pensei muito sobre isso. Eu sabia que talvez a MTV fosse encrencar, então mas metade das coisas que foram feitas nos ensaios não foram feitas no show pois, se fossem, iriam me tirar dali na hora e colocar uma outra pessoa. De novo, eu não pensei sobre isso antes, eu apenas fiz o que me pareceu certo na hora.

Sunrise: Os canais de mídia focaram muito em você depois dessa apresentação, principalmente a televisão americana. Na Austrália, estávamos falando sobre isso também “Miley perdeu o controle”, “ela está bem?” “Jovem, Hollywood”, sabe? Ouvimos umas coisas assim aqui e você escuta pessoas falando sobre você na televisão? Isso te incomoda?

Miley: Não, realmente não me incomoda quando pessoas me falam que sou louca, por que eu sou, e sabe, o fato é que meu pai sempre me ensinou a coisa mais importante – e eu cresci envolta por essas pessoas, Johnny Cash, Dolly Parton e essas pessoas não são normais. – Então eu sempre aprendi que [a coisa mais importante era] o jeito com o qual você fala com as pessoas. Existem jovens garotas da indústria que chegam e sentam de tal jeito e são todas educadas mas, pessoalmente, não são tão educadas ou tão legais

Sunrise: Você não chegou fazendo o twerk hoje a noite, então qual é o novo twerk?

Miley: Eu estou feliz que você sabe isso! As pessoas estão vivendo no passado!

Sunrise: E qual é o novo twerk?

Miley: É chamado “Nae Nae” e você faz isso, e depois isso… E eu comecei fazendo isso em todos os meus shows e ninguém esta fazendo isso! E eu não sei, são só os meus dançarinos que estavam fazendo isso e eu fiquei tipo: ‘o que é isso?’ então comecei a fazer, e virou meio que uma piada, mas falando de piadas, eu amo fazer piadas. Eu sou meio que uma piada. ‘Só que só meio mesmo’! É tão estranho, sabe, é engraçado, porque eu comecei a fazer isso, e eu sou meio tímida, mesmo que pareça que eu não seja nada tímida, é só a confiança que me faz sentir como se não fosse tímida, e eu sei que parece mesmo que eu estou mentindo,mas eu me sinto insegura e muito esquisita , então eu só comecei a fazer aquilo e virou habito, tipo quando
me dizem para sorrir, é realmente assustador, ou fotógrafos que tentam me beijar e eu fico tipo “não, eu não sou a Miss America’, eu sou só eu, então… Eu vou indo e eu não sei mais o que fazer, é tão estranho, a situação toda de ser famosa é tão esquisita, as pessoas me pedindo para tirar fotos, é tão desconfortável.

Sunrise: O que fizeram com seu amigo? [Falando sobre Jesse, acompanhante de Miley no VMA]

Miley: Você sabe, tem algo bom nisso. Pelo menos assim ele tem uma chance de começar um novo capitulo, quando ele sair, ele estará livre e eu farei questão de garantir que seja feito o necessário. E todos os meus fãs podem mandar emails para o Jesse, inspirá-lo, e eu também queria começar um blog para ele contar sua jornada, e agora ele esta realmente bem
e tudo, exceto a comida de lá, é otimo. Ele está bem e meus fãs enviam as cartas, e eu amo vocês gente, isso é realmente legal.

Sunrise: E como você fez ele ser tão reconhecido?

Miley: Bom, eu usei a plataforma do VMA de dois anos atrás, sabendo que as pessoas iriam falar sobre mim, e em especial falarem sobre esses problemas, não só na América que é onde eu moro, e é confortante ver as pessoas cuidando dos desabrigados. E as pessoas sabem que é importante, mas eu considero mais importante porque não sei se tem mais alguma coisa que toma conta das pessoas e lhes dão lugar para viver, e como nós ignoramos as pessoas que realmente precisam da nossa ajuda, elas acham que os desabrigados são todos vagabundos e não querem saber deles, e isso não é verdade, eles não escolhem estarem daquele jeito, e foi bonito perceber aquilo no VMA, eu acordei olhando para o sol, para a natureza, e é um bom jeito de se olhar para a vida, é bem mais otimista.

Tradução: Giovana Torres e Valentina Porto – Equipe MCBR

Você também pode conferir a primeira entrevista de Miley para o programa, antes da loira subir ao palco, clicando aqui.


Publicada por: Elton Junior
relacionado
20.09.2020
relacionado
19.09.2020
relacionado
17.09.2020
relacionado
11.09.2020
comente a postagem!