29.01.2015

002~276

 

Miley concedeu diversas entrevistas no lançamento de sua linha de batons em parceria com a M.A.C, Viva Glam. Já se encontram em nosso site todas as que foram liberadas e você pode conferir a tradução de mais uma delas logo abaixo:

Miley Cyrus sentou num banco e pediu permissão para tirar sua sandália MM6 Margiela e ficar confortável. “Deixe tudo sair… não literalmente”, eu disse enquanto sentávamos para conversar sobre seu novo papel como garota da campanha Viva Glam da MAC de 2015, depois de seguir os passos de Rihanna na mesma campanha que beneficia a fundação MAC AIDS. Nesse papel, ela não é apenas a cara da campanha, mas também ajudou a criar os produtos da Viva Glam deste ano.

Dado a tendência provocativa da garota de 22 anos, não é surpresa que as cores que ela escolheu para os primeiros dois produtos são rosa choque: Batom Viva Glam Miley Cyrus fuchsia ($16) e um gloss magenta brilhante ($15), que já está a venda em maccosmetics.com e nas lojas da MAC nesta semana.

Com uma bola de balada próximo a ela numa produção no palco do estúdio, a cantora falou sobre a loura contra AIDS-HIV, os acessórios que ela desenhou para a apresentação de primavera do designer Jeremy Scott, beleza e seu estilo pessoal.

Como a campanha Viva Glam da MAC e a causa do HIV-Aids cabe pra você?

Miley: É sobre não ter medo de falar. Essa é uma conversa que precisa ser iniciada, especialmente com a minha geral, porque a doença não é algo que muito comentado. Costumava ter muita histeria sobre isso e as pessoas não sabiam o que estava causando isso ou o que dizer sobre. Agora nós temos tanto conhecimento que é hora de discutir sobre como podemos ajudar os outros afetados e conversar sobre como prevenir isso. Ando ao redor de tantas garotas e garotos jovens e realmente a frente da comunidade LGBT e HIV não é estereotipado para uma preferencia sexual. A MAC está fazendo um documentário incrível sobre dividir as histórias atuais de pessoas que como você ou eu com HIV parecem completamente saudáveis. 20% das pessoas afetadas não sabe isso; isso é algo que todos temos que nos proteger. Se muitos dos meus fãs vão e compram os batons e isso tem algo a ver com a cura ao HIV-AIDS nos dias de hoje, será muito legal.

Nos diga sobre o processo de criação desse rosa choque e o que significa pra você.

Miley: Eu era tipo uma cientista louca. Eu ia ao meu quarto e misturava diferentes cores com glitter. Eu queria que isso parecesse como um disco de balada preso num liquido rosa choque e quente com uma vibe futurista e cyber retro nisso. Eu estava obcecada com essa cor. Era importante ter algo que pudesse ir com pessoas mais maduras ou jovens e diversão, porque a personalidade de quem vai usar é totalmente amplo. O sentimento é importante também. Estava tentando explicar para um cara o quão desconfortável um batom pode ser, como você sente que não pode beber nada ou falar e tudo irá sair. E tenho grandes lábios ainda. Mas o batom não sai e não faz você sentir que não pode se mexer. Durante o dia ou no trabalho, você pode usar o batom e até a noite, ele fica louco com o gloss! E o gloss é divertido para garotas que não podem sair tão dramáticas. O gloss é um adicional; um tom a mais. Mais e mais. Você não pode usar muito dele.

Defina beleza.

Miley: Se sentir confiante… Eu acho que beleza é lembrar que existe apenas você, então seja você. Nós vivemos num tempo que tem muito julgamento no mundo, mas as mulheres estão chegando la, em termos de serem realmente o mais livre possível e todo dia as pessoas saem mais e mais das caixas. Mas temos que continuar trabalhando nisso.

Você usava mais maquiagem nos seus dias de “Hannah Montana”?

Eu tinha alguém fazendo minha maquiagem todos os dias para a televisão. Eu acho que eles querem que você se pareça algo, mas eles não pensam que você tem 13 anos e que não precisa da mesma quantidade de maquiagem que precisaria bem mais velha. Eles esqueceram que eu era um bebê (risos). Mas eu era também muito insegura com a minha pele. Tinha uma pele ruim, então precisava de muita maquiagem. Nunca queria limpar meu rosto porque eu não queria que me vissem sem maquiagem. Quando cresci, eu percebi que era um ciclo vicioso. Uma vez que você toma cuidado com a pele e a mantém limpa, é muito mais fácil. Eu tinha tanto ‘recheio de bolo’ no rosto que hoje evito ao máximo. Eu amo meu batom da Viva Glam porque você pode usa-lo sem nada na pele, exceto um pouco de brilho e fica legal. Eu amo glitter no meu rosto e corpo o tempo todo.

Como você descreveria seu estilo pessoal?

Miley: Em qualquer lugar onde eu acordo e como me sinto nesse dia é refletido no que visto. Hoje estou usando essa marca chamada Ashish. É divertido porque é cheia de brilho e combina com a vibe do gloss. Tenho um desse rosa também, então posso misturar as peças.

A roupa que você está usando no banner da campanha da Viva Glam foi desenhada pelo The Blonds, assim como as roupas da sua turnê Bangerz. Como você colabora com a sua estilista Simone Harouche para projetos assim?

Miley: O bodysuit que uso na campanha é meio vintage. O The Blonds nos deixou ver seus arquivos, o que foi bem legal. Eles são muito envolvidos com a comunidade LGBT, (a linha é desenhada por um casal gay Phillipe e David Blond) então faz sentido tê-los como parte disso. No geral, eu geralmente desenho o que quero vestir e Simone vai ou achar ou fazer com quem exista, mas geralmente começa de um rascunho do que vejo.

Vamos falar da sua coleção de arte “Dirty Hippie”, incluindo as jóias coloridas e os pedaços de brinquedo de colar no cabelo e as outras lembranças mostradas na passarela do fashion show de primavera do Jeremy Scott em setembro. Eu ouvi que os acessórios não serão replicados para venda; você planeja vender os originais?

Miley: Um dia eu gostaria, especialmente se eu puder fazer uma arrecadação louca pra caridade. Eu quero que as pessoas sejam capazes de tê-las, mas eu mesma os fiz, então eu também quero ensinar as garotas a fazer e abrir um lado de criatividade. Eles foram mostrados na passarela do Jeremy, mas não tem que ser uma coisa de designer.

Quais são alguns de seus designers favoritos?

Miley: Jeremy Scott! Eu quis trabalhar com ele desde o primeiro momento. Ele é tão engraçado e tudo sobre a cultura pop; muitas de suas coisas são inspiradas em vintage, então não parecem as mesmas. Marc Jacobs também, porque ele é um dos caras que irá usar uma saia para o Met Ball. Amo isso. E o Tom Ford é incrível.

Recentemente você derrotou Ford numa Guerra de licitação para uma foto de nudez de Ryan McGinley no leilão da amfAR Gala em LA.

Miley: Tive que fazer isso porque ela estava sendo honrado e eu queria ultrapassar sua honra, era orgulho. Você vê que minha competitividade virá com o Viva Glam. Eu não vou parar.

Você diria que vocês dois entendem o poder de ser provocativa?

Miley: Sim, eu acho que ele faz de um jeito especialmente para deixar a mulher nessa luz. Como Jeremy, ele entende cultura. E eu amei o que ele estava fazendo esse ano com todas as pastas para os seios, obviamente, seguindo uma coisa legal e descolada.

Você estava claramente a frente nesse assunto.

Miley: Hey baby, nunca esqueça isso,

Fonte: L.A Times | Tradução por Débora Brotto – Equipe MCBR


Publicada por: Giovanna Bianchi

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5062
relacionado
26.11.2020
relacionado
24.11.2020
relacionado
24.11.2020
relacionado
20.11.2020
comente a postagem!