19.04.2015

003~1Conforme anunciado há 2 semanas atrás, Miley Cyrus esteve no evento anual “Rock and Roll Hall Of Fame” para introduzir a performance de Joan Jett and The Blackhearts e também fazer uma performance. O evento é organizado pelo museu Rock Hall, o único dedicado ao rock em todo o mundo.

Confira a tradução do discurso de introdução da apresentação de Joan Jett e The Blackhearts:

“Muito obrigado! Começarei esse discurso contando sobre a primeira vez que quiser transar com Joan Jett. Performamos na Oprah juntas, e fui ao quarto da Joan no hotel. Joan abre a porta, e eu entro, e Kenny Laguna está deitado na cama. Não sei o que está acontecendo. Há toalhas enfiadas debaixo de todas as portas, toucas de banho em torno de todos os detectores de fumaça. Joan está borrifando um limpador com cheiro de laranja para disfarçar o cheiro do baseado (é assim que vocês o chamam), e vamos até  o banheiro.

O show era feito de novos cantores performando com seus ídolos e eu quis performar com Joan, claro. Estávamos no banheiro fumando e conversando, e esse foi um dos momentos da minha vida no qual quis estar presente e absorver tudo que ela disse pra mim. Ouvi-la dizer sobre seus dias com “The Runaways”. Ela falou sobre música. Falou sobre o motivo pelo qual ama animais ao ponto de não querer come-los. Estava tendo esse momento com alguém que, para mim, é uma supermulher. O que uma supermulher realmente deveria ser.

A princípio, introduzir Joan Jett no lendário “Rock and Roll Hall of Fame” foi desafiador. Tinha muita coisa que eu poderia dizer e ela teve sua vida na música, o que é raro. Ela tem sua carreira de longas décadas. Ela tem sido a primeira em muitas coisas e não só apenas como mulher, mas como uma rebelde vivendo no planeta. Mas essa história é a minha favorita: Em uma viagem da Joan para entreter as tropas na Turquia e Oriente Médio, e Joan estava viajando com o secretário da Força Aérea. E indo de tropas de Jerusalém, onde ela tocou, no USS Bataan, no porto de Haifa. Não adequada à cultura, e toda coberta por ser um dia frio e parecendo pouco andrógena, Joan aceitou um solidéu de um dos guardas e ela foi para o lado dos homens no Muro das Lamentações para orar. E quando Joan notou um monte de mulheres em outra parte do muro, o amigo israelense de Joan designado à viagem pareceu em pânico em gritando ‘Incidente internacional’. A Marinha Americana observando-nos estava pronta para nos proteger do ortodox. Tentamos retribuição exata que eles sabiam sobre a transgressão. Então todos concordaram em nunca falar sobre isso (desculpe), e juramos que Joan foi a única mulher a orar no lado dos homens do Muro das Lamentações.

Ela também foi a primeira artista feminina a começar sua própria gravadora, e isso aconteceu apenas porque outras milhares de gravadoras disseram que não existia mercado para seu tipo de música. E Kenny Laguna, gostaria de lhe dizer algo. Quero dizer que você é um gênio e isso porque: Quando 23 gravadoras estavam dizendo que você começou a Blackheart Records junto com Joan, mas usando as economias para faculdade de sua filha, vendendo discos na parte de trás do seu Cadillac, e isso requer de gente como você que acredita em música, mas, além disso, acredita em nós como pessoas, como seres humanos. Vocês são do tipo de amor incondicional. O que vocês tem é o que todos nós devemos procurar nas pessoas com as quais passamos nossas vidas e nosso tempo valioso na Terra. As pessoas nesse lugar, provavelmente, são casadas com gente que amam menos do que vocês dois se amam.

Também estou muito honrada em introduzir The Blackhearts esta noite. Por que não os trazemos agora?!

Mas gostaria de contar só mais uma história sobre quando eu soube que amava muito Joan. E as coisas meio que me deixam confusa porque foi o dia que ela dedicou seu tempo para um projeto que será lançado em breve para minha fundação, ajudando os jovens desabrigados LGBT. Ela estava correndo pelo meu quintal. Estava com meus cães, brincando com minha porca e eu estava tocando taças tibetanas para ela no pôr do sol. Kenny e Joan cantaram ao som das taças, e essa relação parece diferente daquela de 5 ou 6 anos atrás, fumando baseado no banheiro da Oprah. Oprah estava pagando por aquilo. Não era seu banheiro, mas ela pagou por aquilo.

Eu a conheço menos como uma divindade, mas agora tenho essa conexão, tenho essa conexão com ela que pode ser uma guia para mim. Crescendo, meu pai sempre manteve-me em torno da música, e eu passei bastante tempo perto de muitos outros artistas. Mas sei que nenhuma outra pessoa nesse planeta é inspiração pra mim do jeito que você é. A música da Joan, seu ativismo, quem ela é. Em todas as nossas vidas, todos nós conheceremos pessoas que tentarão nos dizer quem e o que somos. Fodam-se essas pessoas! Ao invés de mudar para todas essas pessoas, se você não gosta de como o mundo é, mude-se. Ela fez com que o mundo desenvolvesse, sua vida e seu sucesso são provas de que podemos desenvolver-nos sozinhos. Quero agradecê-la por lutar pela nossa liberdade, Joan, e eu te amo muito.”

Miley também performou com Joan Jett a música “Crimson & Clover”.

As fotos do evento já estão na nossa galeria, e você pode conferi-las clicando nas miniaturas a seguir:

Rock and Roll Hall of Fame Induction – Red Carpet

Rock and Roll Hall of Fame Induction – Inside

Rock and Roll Hall of Fame Induction – Performance

Rock and Roll Hall of Fame Induction – Backstage

Rock and Roll Hall of Fame Induction – Ensaios

Fiquem ligados no MCBR para atualizações sobre o evento!

Tradução: Lucas Gomes – Equipe MCBR


Publicada por: Lucas Gomes
relacionado
31.08.2020
relacionado
30.08.2020
relacionado
14.08.2020
relacionado
05.08.2020
comente a postagem!