04.10.2016

j027-66A revista Variety anunciou, nesta segunda-feira, as homenageadas para o evento “Power of Women” desse ano em Los Angeles, honrando algumas das mulheres mais filantrópicas de Hollywood com seus trabalhos e suas respectivas causas.

As homenageadas do evento serão: a cantora, compositora e atriz, Miley Cyrus (Happy Hippie Foundation); a estrela de “Orange Is the New Black” e “Doubt”, Laverne Cox (Coligação Nacional de Programas Anti-Violência); a diretora de “13th” e “A Wrinkle in Time”, Ava DuVernay (1000 Black Girls Book); a atriz ganhadora do Oscar, Helen Mirren (The Stuttering Association for the Young); e a estrela de “Os Vingadores” e “O Fantasma do Futuro”, Scarlett Johansson.

Variety’s Power of Women, apresentado pela Lifetime Television, acontecerá no Beverly Wilshire Four Seasons, em 14 de Outubro e cada uma das homenageadas será capa da Variety no dia 11 do mesmo mês.

“Nos últimos 8 anos, Variety tem tido a honra de identificar mulheres bem sucedidas no entretenimento que estão dedicadas a melhorar a comunidade através das causas que apoiam,” disse Claudia Eller, co-editora da revista. “Estamos tão felizes que mais uma vez nossa parceira incrível Lifetime se juntará a nós para celebrar as realizações das nossas homenageadas.”

“É uma honra continuar com essas parceria muito significativa com a Variety onde juntas podemos celebrar o poder da voz coletiva das mulheres dedicadas a impactar o mundo a nossa volta, por meios tão profundos,” disse Liz Gateley, chefe de programação da emissora de televisão. “Não poderíamos estar mais orgulhosas por usar as plataformas globais da Lifetime para ampliar os esforços das homenageadas e inspirar outros a se juntar a elas.”

A “Happy Hippie Foundation” foi lançada por Miley em maio do ano passado, com o intuito de ajudar a comunidade jovem LGBT  e suas famílias, jovens desabrigados e outras populações vulneráveis. A fundação foi criada com base no impactante número de 40% dos jovens sem-teto nos Estados Unidos que se identificam como LGBT e o motivo mais comum para serem moradores de rua é a rejeição familiar por conta da orientação sexual.

Fonte


Publicada por: Lucas Gomes
relacionado
18.10.2020
relacionado
17.10.2020
relacionado
16.10.2020
relacionado
20.09.2020
comente a postagem!