12.10.2016

supergirlmileyNo começo dessa semana, foi divulgada a entrevista concedida por Miley Cyrus a Variety Magazine. Nela, a cantora compartilhou seus pensamentos sobre a série “Supergirl”, dizendo: “Eu acho que ter um programa com um gênero ligado a ele é muito estranho.”

“Um, é uma mulher naquele letreiro – não é uma garotinha,” Miley declarou. “Dois, e se você for um menininho que quer tanto ser uma menina que isso te faz mal? Eu acho que ter um título como ‘Supergirl’ não dá o poder que as pessoas pensam dar.”

Perguntado sobre os comentários da pop star, durante um recente evento com a imprensa em Burbank, Califórnia, o produtor executivo da série de TV, Andrew Kreisberg, respondeu à crítica de Cyrus sobre o nome da personagem ser anti-feminista. “Eu acho que trabalhamos duro no começo da primeira temporada para explicar a discrepância, e, na verdade, teve uma cena, na qual Kara lamentava ser chamada de Supergirl e Cat, com a ótima resposta sobre como a palavra ‘girl’ em si e por si não é ofensiva.”

“Para nós, a coisa mais feminista na série é Kara por si mesma como uma personagem e o que ela faz semana após semana,” Kreisberg continuou. “Os desafios que ela está exposta e como ela os enfrentam fisicamente e psicologicamente,” ele explicou. “Essa é a maior confirmação de que ter uma mulher poderosa na TV é não falar sobre isso e na verdade mostrá-la. Essa é a maior afirmação feminista que poderíamos fazer.”

Você pode conferir a entrevista completa de Miley Cyrus para a revista Variety, clicando aqui.

Fonte


Publicada por: Lucas Gomes
relacionado
31.08.2020
relacionado
05.08.2020
relacionado
17.07.2020
relacionado
15.07.2020
comente a postagem!