31.01.2017

No dia 21 de Janeiro, aconteceu em várias cidades estadunidenses a Women’s March, onde milhares de pessoas, em grande parte mulheres, protestaram à favor de seus direitos e contra os princípios e promessas de Donald Trump. A marcha foi composta por várias artistas ao redor do país, como Miley Cyrus, Madonna, Demi Lovato e Cher.

Quando perguntado sobre o movimento, pela TMZ, Jon Voight não mostrou apoio e satisfação. Pai de Angelina Jolie, o premiado ator e produtor americano alegou que “os artistas de Hollywood estão tentando deslegitimar o atual presidente dos Estados Unidos” e classificou a postura de Miley como traidora. Confira:

“A marcha contra o governo tem sido muito séria e destruidora.”

“A marcha foi sobre ser contra o governo, contra o nosso presidente, tentando denegrir seu cargo e sua presença e isso não é bom. Quando você vê jovens como Shia LaBeouf e Miley Cyrus, eles têm um monte de jovens seguidores e o que os ensinam? Estão ensinando a traição, ir contra o governo, não aceitar o desejo das pessoas e foi um dia muito triste. Acho que é uma situação muito ruim, mas eles têm muita influência e isso não é bom.”

Vale lembrar que, durante o protesto, Miley foi perguntada sobre o que diria a Donald Trump e ela respondeu que “apenas mandaria muito amor.”


Publicada por: Lucas Gomes
relacionado
18.10.2020
relacionado
17.10.2020
relacionado
16.10.2020
relacionado
31.08.2020
comente a postagem!