18.08.2020

Com o lançamento de seu novo single, Midnight Sky, Miley concedeu entrevistas a diversas rádios e podcasts.

O Miley Cyrus Brasil está traduzindo todas elas para que você possa ficar por dentro de tudo sobre essa nova era de Miley Cyrus. Abaixo você pode ler a entrevista de Miley para Katie e Ed da rádio 90.3 AMP.

Tradução: Lucas Gomes – Equipe MCBR

Katie: Hey, Miley!
Miley Cyrus: Oi!
Ed: Ai meu Deus!
K: Isso é tão incrível!
MC: Muito bom vê-los, como vocês estão?
K: Estamos bem, e você?
MC: Vocês parecem saudáveis e isso me deixa feliz, muito bem.
E: Essa vai ser a coisa mais surreal. Tipo, eu sei que estava por vir, mas estar numa conversa no Zoom e Miley Cyrus aparecer, fez meu dia inteiro mais feliz.
MC: Estou feliz em estar fazendo Facetime ou no Zoom com pessoas além da minha família. Que estão começando a abusar da ideia de que todos nós estamos muito mais disponíveis do que costumávamos estar e tirando proveito disso.
K: Ótimo! Eles esperam que você apareça o tempo todo, como é isso?
MC: Muita coisa acontece e eu nem vejo, nem atendo.
K: Primeiro de tudo, estamos muito animados para tocar a música para o nosso público, pois é incrível.
E: Sim!
MC: Muito obrigado!
E: É muito louco pensar no quão jovem você é, mas no quanto do mundo pop você tem explorado durante os anos. Você acha esquisito ter tido eras? Porque eu sinto como se fosse algo que não havíamos feito no início da década.
MC: Bem, eu acho que definitivamente existem eras na carreira de todo mundo, eu amo como todos gostam de marcar as eras através do corte de cabelo. Uma pessoa que eu sempre me divirto com isso é Stevie Nicks. Eu acho que quando ela estava se divertindo muito, seu cabelo ficou maior, o que eu amo. Foi tipo, quanto mais ela ia a festas, mais cacheado e grande o cabelo ficava. E você sabia que ela teve uma noite boa quando cachos ficavam para cima. Então acho que gostamos de marcar as fases das pessoas pelo cabelo, o que para o meu, faz muito sentido.
E: Falando sobre isso, a música é um sample dela.
MC: Sim, eu tive a oportunidade de ter tudo abençoado por sua personalidade, e acho que apresentar aos meus fãs as músicas que contribuíram para eu ser a artista que sou, tem sido uma parte importante na minha carreira. Covers são partes importantes da minha carreira. Sejam nas minhas apresentações, ou nas minhas turnês, Backyard Sessions, tem sido muito importante que eu traga isso e respirar nova vida em músicas que tocavam na Jukebox do meu pai enquanto cresci.
K: Agora falando sobre isso, alguém no Twitter nos pediu para perguntar se Backyard Sesssions é algo que está planejando para essa era? Vamos ver algo assim novamente?
MC: Meus vizinhos são muito fofoqueiros e acho que eles merecem isso por eu estar fazendo um show em seus quintais. Meus vizinhos tem sido muito legais há alguns anos por me permitir a convidar artistas e ter performances de verdade aqui, então tenho olhado para Backyard Sessions como o original show em casa, certo?
K: Você meio que começou isso.
MC: Eu gosto quando algo acontece antes que seja necessário, pois agora é só uma escolha e não uma obrigação.
K: Vi muito gente dizendo que você precisava fazer isso em 2020, mas você fez antes de todo mundo.
MC: E eu gosto disso porque acho que as pessoas estão procurando por normalidade e dizem: “ei, isso é o que reconheço”, não algo que foi me dado não por obrigação, apesar de sentir falta de todos encaixotados e suados juntos e se conectando, eu certamente sinto saudades disso, mas…
K: Todos nós…
MC: Sim, sentimos falta mesmo, mas ao invés de empacar, temos que nos ajustar e esse é novo jeito de fazer as coisas, além de ser um desafio de criatividade, o que é saudável.
E: Você acha que algo do seu novo trabalho vai ser carregado para esse tipo de atmosfera?
MC: Eu nunca pensei nisso dessa maneira. Eu acho que ter essa sensação, acho que é um tipo de rock dos anos 70 com pegada moderna, hippie e disco e algo sobre aquele tempo é que ele foi muito de todo mundo se juntar em festivais, e ter essa conexão pessoal e, novamente, protestar juntos. Teve uma parte importante dessa comunidade que carregou essa era da música, então acredito que seja sobre reinventar isso.
K: É tão engraçado porque já tem tanto buzz em cima disso, desde possibilidades de parcerias, até parcerias reais. Sei que é uma tentativa longa, mas tem qualquer coisa que você possa nos contar ou nos dar como pista?
MC: Eu diria que, obviamente, como vocês sabem, eu postei uma foto minha e da Dua no estúdio no outro dia, e…
K: Sim.
MC: Acho que agora tem sido muito refrescante, pois tem sido muito legal fazer parcerias e estar no estúdio com alguém. Ter a possibilidade de fazer isso, escrever, nos conectarmos e falar através de uma perspectiva artística, pois sei que ela lançou um álbum bem quando tudo isso estava acontecendo, e não poderia imaginar a frustração disso, então é muito se conectar com outra artista e olhar para o que poderíamos fazer juntas. Nós, na verdade, trabalhamos em algumas músicas e estamos escolhendo qual vai ser a que vamos deixar nossos fãs ouvirem.
K: Tenho que dizer que esse é um momento tão legal para criar e fazer música, pois as pessoas estão realmente se escorando nisso para a saúde mental e para manter a sanidade, pois tem muito pouco luxo agora em 2020 e tanta gente, especialmente esses que ouvem nosso programa, música é algo primordial. Então gravar e fazer música em quarentena, como é isso? É um processo diferente? Todos estão no estúdio ou todos estão em casa? Como funciona?
MC: Acho que agora estamos seguindo com a mente de que em todo lugar é diferente. Só posso dizer que estou passando meu tempo aqui em Los Angeles, então fomos orientados que tem regras, precauções, medidas a serem tomadas para estarmos no mesmo lugar juntos. E isso é o que tem feito tudo ser muito novo, sentar no estúdio, estar cara a cara com quem trabalhamos juntos, e levando a segurança à sério, mas também finalmente aprontar as músicas.
E: Provavelmente como quando você foi ao mercado depois de a pandemia ter começado. É tipo: “isso é ótimo!”
MC: Sim! Sabe quando você começa a falar um monte para alguém que não quer falar com você por vocês não terem se visto por um bom tempo. Eu fui num restaurante e eu estava falando com um garoto que trabalhava lá, meu garçom por algum tempo, e no final ele meio que tentava escapar, eu sei que foi torturante para ele, mas não parei porque foi muito bom para mim.
K: Quero dizer, qualquer mínima interação cara a cara possível, você não percebe a saudade que tem até não poder mais, não é?
MC: Com certeza, acho que todos nós vamos apreciar mais seres humanos e seremos melhores pessoas umas com as outras, a partir de agora.
K: Temos falado muito, não só por semanas, mas por meses sobre o que temos assistido, pois os serviços de streaming estão nos consumindo agora. Tem algo que você está viciada?
MC: Eu comecei ontem, já vi a primeira temporada de ‘Dirty John’, começando a segunda temporada de ‘Betty Style’ agora, estou viciada de verdade. Mas eu também assisto muito lixo, então tentando me esquivar de porcarias na TV, pois eu me torno o que assisto. Então, eu estava ficando uma pessoa deplorável.
E: Bem, se ‘Midnight Sky’ é fruto disso, continue assistindo.
MC: Sim! Eu não tenho filtro e nunca fiz isso antes, na realidade, eu vivo por reality show. Nossa família tem sorte de não ter câmeras por perto.
K: Você assiste Selling Sunset? Porque virou obsessão por aqui.
MC: Todos nessa sala não estão em si, certo? Mas passarei a tarde dando entrevista, mas depois eu vou dar uma olhada. Já vi no trending, acho que estou um pouco para trás.
K: Você vai conseguir, tem bastante tempo.
MC: Se não estiver nada que preste, eu estou dentro.
K: Algumas perguntas do pessoal do Twitter. Angel quer saber dos seus planos para turnê. Sei que é estranho pensar nisso agora, mas você já pensou sobre como seria?
MC: Bem, essas novas ideias das pessoas assistindo em seus carros, e todas essas coisas são definitivamente segundas opções. Eu definitivamente prefiro pensar num obrigado público e meu mais alto apreço e gratidão para todas as pessoas que tem trabalhado na linha de frente, que estão fazendo de tudo para achar uma forma de fazer todos estarem juntos novamente o quanto antes, eles tem trabalhado com muito cuidado nisso, então estar todos juntos e ouvir a musica seria o ideal.
K: Rodrigo quer saber se pudesse escolher um álbum seu favorito, qual seria?
MC: O que vocês não ouviram.
K: Uma promoção bem aí. Bem, depois de ouvir ‘Midnight Sky’, como disse, estamos tão animados para tocar essa música, então muito obrigado por criar esse trabalho para todos nós.
MC: Muito obrigado, de verdade e se cuidem, fiquem felizes e saudáveis.
E: Você também!
K: Muito obrigado, Miley!
MC: Sem problema! Tchau, pessoal!

Você pode ler todas as entrevistas recentes de Miley traduzidas clicando aqui!


Publicada por: Elton Junior

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5062
relacionado
26.11.2020
relacionado
17.11.2020
relacionado
06.11.2020
relacionado
04.11.2020
comente a postagem!