15.11.2020

Para divulgar seu novo single “Prisoner”, Miley e Dua Lipa participaram de uma entrevista via ZOOM com o radialista Ryan Seacrest para o seu programa On Air With Ryan Seacrest. Confira a entrevista abaixo.

Tradução & Adaptação: Lara Moraes – Equipe MCBR

Ryan Seacrest: Isso é o time dos sonhos, um prisioneiro, Miley Cyrus e Dua Lipa. E na hora perfeita, elas sabiam exatamente quando a música iria terminar, elas estão se juntando a nós em nosso Zoom. Miley Cyrus e Dua Lipa, é muito bom ver vocês duas.

Dua Lipa: Muito bom te ver.

Miley Cyrus: Oi Dua, eu sinto sua falta.

Dua: Oi, eu sinto sua falta e feliz aniversário!

Miley: Muito obrigado, eu falei pra Dua que esse é o momento perfeito e melhor presente que eu poderia querer, de todo mundo amando a música e o vídeo. A minha parte favorita de trabalhar com a Dua é que, na verdade, não é a primeira música que fazemos juntas. Nós fizemos algumas querendo chegar a uma coisa certa, uma coisa que representasse individualmente inteiramente e eu acho que nós conseguimos e foi o melhor presente de aniversario de todos.

Ryan: Quando vocês se conheceram pessoalmente pela primeira vez?

Miley: Eu acho que conheci a Dua quando ela tinha um cabelo muito grande no Met Ball.

Dua: Foi assim que nos conhecemos.

Miley: Nós tiramos um cochilo no hambúrguer da Katy Perry, o que parece estar vivo, mas não está. Todo mundo estava festejando e tendo um bom momento e eu e a Dua fomos e colocamos nossas cabeças no hambúrguer da Katy Perry.

Ryan: Eu lembro quando ela vestiu aquilo para o Met Ball. Dua, quando você escutou algumas das músicas mais recentes da Miley, você falou com ela? O que você pensou? Quais foram suas impressões? Quando você escuta as coisas dela, o que você pensa sobre?

Dua: Eu sempre senti que Miley sempre teve ideias claras de quem ela é como artista, ela sabe o que quer, uma visionaria e todo projeto eu sinto que é uma nova era e eu pensei que isso era muito legal e alguma coisa que eu estava muito atraída e amava a vibe inteira. Eu acho que foi mais quando eu conheci a Miley e a personalidade dela combinou com quem ela é e do jeito que ela é, extrovertida e carismática. Eu acho que a partir da que a química realmente começou. Aquela noite no Met e aí a Miley foi para Kosovo e apresentou no nosso festival ‘Sunny Hill’, o que fez o sonho de muitas pessoas se tornarem realidade e foi uma noite incrível. E aí nós conseguimos nos reunir e trabalhar juntas em alguma coisa que significava muito pra gente e realmente colocar nossos carimbos em uma música, foi ótimo, maravilhoso e uma experiência incrível.

Ryan: Miley, pense sobre o que a Dua Lipa tem feito em nosso mundo da música. O que você pensa do impacto que ela teve?

Miley: Pelo número de vezes que eu tenho feito isso, você vê artistas vindo e você vê artistas indo, e você pensa o que é que realmente faz alguém ficar, ressoar, ser necessário. Eu acho que a razão pela qual eu sempre tive esses erros e eles meio que se dividiram por esses meus diferentes lados, é que eu sempre olhei o que é necessário, o que alguém não está fazendo e eu acho que isso foi o que eu vi na Dua, eu acho que ela ressuscitou a estrela do pop e eu peguei isso, com licença eu sei que estou no seu show, eu amo o excêntrico quando se fala em roupas, coreografia, grandes apresentações, mas também quando o talento é testado e ela se mostrou com um piano ou uma guitarra, ela se segura nessa parte também. Mas eu sou mais do tipo “Moris Girl”, então eu gostei muito disso e eu acho que tem um senso completo de show e entretenimento e eu pude compartilhar os palcos com ela algumas vezes, mesmo que fosse em diferentes premiações que fomos juntas ou em diferentes festivais e eu amo que você pode falar que tem uma preparação para tudo e eu acho muito importante que as pessoas necessitam ser mais entretidas do que nunca agora. Nós queremos que aquele escape da cultura pop e com tudo que a Dua tem feito com a sua própria música, e com isso ela deu a todo mundo esse presente em que realmente queremos agora.

Ryan: Miley você é muito sem remorsos sobre quem você é e, nós estávamos brincando antes de entrar ao vivo que eu conheço você desde que tinha dois, quatro ou seis anos ou alguma coisa assim, e eu vi a sua evolução e crescimento. Você é aberta, honesta, vulnerável, existem momentos em que você se sentiu preocupada ou envergonhada ou ansiosa sobre algumas decisões que fez?

Miley: Apenas na minha vida pessoal. Eu não consigo decidir o que pedir. O meu maior medo de palco é que eu não consigo escolher algo pra comer em um restaurante, uma culpa enorme e isso é quando eu estou mais assustada, pedir comida em um restaurante e eu sempre acabo pedindo a coisa que eu menos gostei por algum motivo por que eu sou como uma pessoa culpada que não pode se dar tudo que eu quero e eu faço isso de várias maneiras. Tipo, se eu quero me vestir como uma banana, eu faço isso, mas eu não consigo, então a única vez que realmente não faço o que eu quero, é em restaurantes.

Ryan: Eu fiquei sabendo que o truque é sempre pedir as coisas da esquerda do menu porque aqueles são os pratos menores e você pode pedir dois ou três deles, comer um pouco de cada e as chances de você pegar algo que goste são maiores.

Miley: Isso foi um conselho muito bom.

Ryan: Você não se submete a apenas um caminho, você escolhe dois, três ou quatro.

Miley: Você realmente tem um prego na cabeça, é o problema de compromisso que eu tenho.

Ryan: E a Miley vai nos presentear com um álbum na sexta, ‘Plastic Hearts’ vai ser lançado. O que acontece na primeira hora quando um álbum é lançado?

Miley: Eu acho que quando você lança um álbum é como vida e morte ao mesmo tempo. Parte dele morre porque não é mais um segredo meu, é muita exposição e isso são coisas que eu pensei ou senti, eu tenho escrito esse álbum pelos últimos dois anos, mas todos aqueles sentimentos e pensamentos eram apenas meus e quase um segredo que apenas eu sei, e agora contar esse segredo para todo mundo de alguma forma. Mas para eu conseguir lançar ele, eu teria que deixá-lo ir de alguma forma e não tenho mais que ter ele preso dentro de mim, então eu vou me sentir mais leve. Mas eu sempre brinco com a ideia que dói dar adeus, mas também dando a vida que merece, então eu acho que é agridoce de lançar um álbum.

Ryan: Bem, nós estamos esperando por ele, vindo esse fim de semana.

Miley: Obviamente você não tem que esperar nada, é um lixo.

Ryan: Eu fico muito agradecido que conseguiram vir juntas conversar com a gente hoje, Miley e Dua, a música delas se chama ‘Prisoner’. Feliz semana de aniversario Miley Cyrus e Dua Lipa, obrigado de novo e boa sorte na sexta-feira.

Miley: Sinto sua falta Ryan.

Ryan: Também sinto a sua, se cuidem.

Miley: Tchau.

Dua: Tchau tchau, te amo Miley.

Miley: Tchau Dua, até mais.

Leia todas as outras entrevistas recentes de Miley traduzidas clicando aqui.


Publicada por: Elton Junior

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5496
relacionado
22.09.2021
relacionado
20.09.2021
relacionado
18.09.2021
relacionado
17.09.2021
comente a postagem!
error: Content is protected !!