05.10.2013

Um dos momentos mais memoráveis ​​do “Miley: The Movement”, documentário da MTV aconteceu quando, normalmente Miley Cyrus encontrou-se com sua ídola, Britney Spears, no estúdio de gravação, e, bom, ela agiu totalmente como uma fangirl.

É definitivamente um lado de Miley que não vemos completamente, muitas vezes – ou nunca – e começamos a assistir as duas estrelas interagindo na santidade do estúdio (Britney estava para gravar os vocais da faixa Bangerz, “SMS”), e isso pode ser o momento behind-the-scenes, que irá acabar com todos os momentos de behind-the-scenes. Então você pode imaginar o que estava acontecendo no estúdio quando as duas megastars pop se uniram.

“Foi ótimo, ambas têm uma admiração mútua e Britney ama Miley e o que ela está fazendo agora”, Larry Rudolph, que administra as duas artistas, disse à MTV News. “Ela lembra de algumas das coisas que ela fazia quando estava por volta dessa idade, fazendo estas ondas enormes no VMA e criando esses momentos da cultura pop enormes. Elas são bem semelhantes.”

“Obviamente, ela é de uma maneira um pouco diferente, mas o resultado é muito semelhante. As pessoas começam a falar, chegar lá e não ser seguras, ir lá e simplesmente explodir as portas.” continuou ele. “Britney pode se relacionar com isso. E Miley, ela disse que o primeiro álbum que comprou foi de Britney de… ‘Baby One More Time’, o álbum naquela época, é o que tem lá em música pop em primeiro lugar. Ela ama a Britney, ela idolatra ela, por isso, para ela, trabalhar com ela foi, literalmente, o nº 1 em sua lista de coisas para o álbum ficar pronto. Então foi nesse momento quando esses duas estrelas se uniram e estavam no estúdio juntas. Foi muito bom.”

E a ideia de capturar momentos como esse foi o motivo de Rudolph, Cyrus assinou contrato para o documentário “The Movement”, em primeiro lugar. Afinal, como Miley disse, Bangerz é mais do que um simples álbum para ela, é pessoal. Ela está se reinventando, declarando sua independência, e indo empurrar os limites do pop. E este documentário pretende capturar esse momento muito importante em sua carreira.

“Há neste momento, um momento de transição, onde você tem um artista que é natural e organicamente faz uma transição de uma estrela infantil para alguém que está fazendo música para uma faixa etária como a dela, o tipo de pessoas com que ela sai.” – Rudolph explicou. “Capturamos esses momentos em que as coisas vão mudar de forma significativa em termos de como o mundo viu ela. É esta parte da sua vida que você mostra um monte de onde sua cabeça está agora, o que ela está pensando, o que ela está sentindo, o que ela quer dar a seus fãs.”

E ao fazê-lo, Rudolph disse que espera que “O Movimento” mude a forma como as pessoas vêem Cyrus. Afinal, para ele, ela é muito mais do que apenas um escândalo.

“Espero que eles vejam como multi-dimensional que ela é como um monte de gente viu no VMA, foi um olhar unidimensional para eles, em suas mentes, é o que ela é, isso é tudo que ela faz. Ela twerk, ela faz coisas, ela lambe as coisas.”, ele riu. “Mas essa menina é tão multifacetada e tão inteligente, tão responsável pelo o que ela está fazendo. E isso vem através do documentário. Ela é muito especial e muito diferente de muitos de seus contemporâneos lá fora.”

Fonte | Tradução e Adaptação: MCyrus.Com


Publicada por: Miley Cyrus Brasil
relacionado
30.07.2016
relacionado
14.04.2016
relacionado
12.11.2015
relacionado
20.09.2015
comente a postagem!