15.02.2014

Ontem à noite, em Vancouver, Canadá, Miley Cyrus iniciou a tão aguardada Bangerz Tour, a turnê mundial, com seu imenso talento e auto-depreciação intactos. Na verdade, se você pensa sobre aquela noite como um jogo de beber centrado em torno de coisas típicas da Miley – línguas pra fora, estranhas animações gato cantando, desenhos e coisas similares – bem, você provavelmente ainda está no passado, nunca imaginaria como foi o show. Cyrus optou pelo caminho do exagerado, o vampiresco e uma variedade de outros comportamentos atrevidos com um objetivo claro para distanciar-se cada vez mais longe da terra de Hannah Montana. Dito isto, olhando além do “choque e pavor”, Cyrus abusou de vocais fantásticos toda a noite.

Quer saber alguns dos momentos mais memoráveis da noite?

1 . Ela amaaaaaaa ouro!

Disponíveis para venda junto às camisetas e “tour books”, eram possivelmente os papéis de embrulhar maconha mais caros do mundo. Estas folhas – oficiais de Bangerz – foram 40 dólares por pacote, que incluía duas folhas de 24 quilates, o presente perfeito para aqueles que, literalmente, têm dinheiro para queimar.

2 . Sua entrada foi uma piada com ela mesma, ampliada

Quando as luzes abaixaram, todos os olhos estavam focados na parte de trás do palco, onde uma enorme tela de 50 pés projetava um vídeo pré-fabricados da cabeça de Miley, seus olhos revirados e sua boca abrindo e fechando, no estilo robô. De repente, a “boca” de Miley no visor se abriu e dela caiu uma enorme língua inflável. A Miley real, em seguida, surgiu de suas próprias amígdalas e pegou uma carona até o chão do palco através de sua língua rosa e escorregadia enquanto os gritos do público enchiam o estádio.

3 . Embora houvessem várias drag queens fabulosas no meio da multidão, a rainha Miley repetidamente estava mais bem vestida

Os estilistas Roberto Cavalli, Jeremy Scott, The Blonds e Marc Jacobs fizeram roupas específicas para essa turnê, e Cyrus também comprou roupas de Bob Vintage para a ocasião. Foi uma cavalgada de macacões espumantes, daqueles tipos que são apenas só são vistos em competições mundiais de patinação, sabe? E por falar em atletismo…

4 . Ela pode ter inventado um novo esporte olímpico: sobrevoando em cachorro-quente gigante

A última música antes do encore foi uma versão estridente de “Someone Else“, que transformou a arena de hóquei em uma boate gigante. Com a batida num nível altíssimo, a cantora subiu a bordo de um salsichão, que foi erguido acima da multidão. Suas pernas agarraram o objeto, uma vez que este a levou do outro lado da arena e de volta ao palco, para o deleite do público.

5. Quando ela diz que ama maconha, ela diz a verdade

Uma das dançarinas de Miley estava vestindo um conjunto que fazia a cantora repetidamente passar a perna por ela durante “We Can’t Stop“, a primeira das músicas finais. E se o conjunto estourasse, o resto de suas dançarinas estava vestido como isqueiros gigantes, só pro caso de precisar. “Sempre alerta”, como dizem os escoteiros.

6. Falando em escoteiros…

Quando Miley surpreendeu a multidão, mostrando-se no lado oposto do local para a parte acústica tão aguardada, ela estava vestida apenas com uma camisa folgada – com sua própria imagem reluzente estampada – e um boné para trás, parecendo notavelmente com o Justin Bieber.

7 . Seu gosto pela música de outras pessoas é bastante impressionante

Durante um interlúdio de vídeo pré-preparado, Cyrus foi a estrela de uma montagem em preto e branco no estilo “Justify My Love“, de Madonna. Foi momento mais ousado da noite! Imagens mostraram flashes rápidos de Miley em vários estados de nudez e poses, enquanto a canção “Fitzpleasure” de Alt-J fazia o acompanhamento musical. Durante este set acústico acima mencionado – uma seção dentro do qual ela pretende realizar uma ampla variedade de covers – Cyrus cantou uma versão desacelerada de “Hey Ya!” da dupla Outkast, bem como um cover inspirado em sua madrinha (!) Dolly Parton, a música “Jolene“. Foi o momento da noite em que ela parecia ser estar mais inspirada organicamente e parecia estar se divertindo ao máximo.

8 . Talvez o elemento mais chocante da noite de todos…

foi o fato de que realmente não havia nada de cair o queixo chocante sobre toda a noite. Cyrus tinha dito em entrevistas que antecederam esta turnê que ela queria que as pessoas fossem para o show e a levassem sério como uma cantora e parece que ela conseguiu isso. Sem dúvida, ela provou que tem talento de sobra. Ao contrário de muitos shows em estádios, não havia playback e ela estava apenas levemente apoiada por suas back vocals. Na verdade, a música de Miley foi frontal e central para grande parte da noite, e do início ao fim – cerca de 100 minutos de duração – ela pregou seus vocais durante toda a noite. Com pouco mais de twerk, a ênfase planejada da cantora em sua música parece legítima, sua abordagem pode muito bem mudar um pouco da atenção de volta para o seu talento e para longe de sua língua infame.

Artigo escrito por: Denise Sheppard – Rolling Stone


Publicada por: Miley Cyrus Brasil

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5062
relacionado
05.11.2019
relacionado
23.12.2015
relacionado
23.12.2015
comente a postagem!