07.05.2014

Tendo passado mais de duas semanas se recuperando de uma reação alérgica que a deixou hospitalizada, o público começou a se perguntar se Miley Cyrus estaria de volta ao twerking best, assim como a sua turnê mundial finalmente retornou na O2 Arena em Londres no dia 07 de Maio. Quando isso aconteceu, seus Smilers viram que não tinham nada com o que se preocupar.

O Sentimento: Com centenas de balões pendurados no teto da arena e o apoio de Sky Ferreira aquecendo a multidão com um set de 30 minutos, incluindo singles como I Blame Myself e You’re Not The One. Com a vez de Miley chegando, uma enorme projeção de seu rosto aparece no palco, sua famosa língua sai e a Senhorita Cyrus desliza por ela, causando os gritos mais altos que já ouvi.

O Look: Com o look de Miley sendo bem elogiado na parte americana da turnê, estávamos animados para ver algumas novas roupas que ela preparou para o Reino Unido, como o cristal Swarovski embelezando o traje que ela usou ao subir no palco, que é complementado por lábios e línguas ornamentais, é claro. Um pequeno problema no figurino nos mostrou a cantora de Adore You com uma saia presa temporariamente em seu tornozelo, o que fez ela dizer: “Eu pareço melhor com menos roupas, de qualquer jeito. Vocês deveriam me ver nua“. Miley Clássica. Nosso momento fashion favorito? Quando, para o segundo encore de Party In The USA, Miley vestiu um look atualizado por Geri Halliwell. Essa foi uma forma de conquistar uma multidão em Londres – não que ela precisasse.

A Melodia: A set-list impressionante que é performada por Miley teve como principal base o seu mais recente álbum de estúdio, Bangerz, incluindo a abertura SMS (Bangerz) e 4×4, onde ela fez twerk em cima de um Hummer dourado. Uma versão inflável gigante de seu amado cão Floyd (RIP) aparece no palco durante Can’t Be Tamed, que só fez o elogio do público ser maior, antes de Miley ir para um palco menor no meio da arena para cantar uma variedade de covers. Ao anunciar que haviam solicitado que ela “cantasse uma música de uma banda britânica, porque os fãs iriam gostar disso“, ela introduziu Why’d You Only Call Me When You’re High, de Arctic Monkeys. Em seguida, vieram Jolene (Dolly Parton), You’re Gonna Make Me Lonesome When You Go (Bob Dylan) e Summertime Sadness (Lana Del Rey). Entre a língua e o twerk, é fácil esquecer que Miley é – antes de tudo – uma vocalista incrível, com baladas como Adore You e Wrecking Ball, que realmente lhe permitiu mostrar o seu alcance e seu delicioso sotaque de Nashville.

Brincadeiras: Miley se comunicou muito com os fãs durante o show, como em sua entrada com um mar de bombas sobre os “médicos do hospital que tentaram me matar“, ou ela perguntando para a multidão “Vocês são mais vadios do que a América?“. Antes de anunciar Adore You, Miley jogou água de sua boca em todo o público que estava em frente ao palco. Em seguida, disse: “Agora que vocês da frente estão molhados, essa é para o pessoal da parte de trás que eu não posso alcançar…“. Ah, e nós mencionamos que ela tem “a maior salsicha de Londres”? Ela está no cachorro-quente gigante que Cyrus usou para voar por cima do público, caso você esteja pensando algo.

Fator Suor: Seus minúsculos trajes garantiram que ela ficasse bem, mas o mesmo não pode ser dito para o público enorme, que balançou, fez twerk e gritou da sua própria maneira por causa de cada canção. Coisa quente.

Resumo: Uma performance imensamente energética, vocal impecável e algumas brincadeiras mostraram que Miley está de volta com um estrondo. Sua versatilidade – alternando perfeitamente entre as músicas country e hinos pop – é incomparável, e podemos ver exatamente o motivo de ela ser adorada por seus Smilers. Volta em breve, Miley?

Review: MTV UK


Publicada por: Miley Cyrus Brasil
relacionado
17.10.2020
relacionado
10.08.2020
relacionado
23.07.2020
relacionado
09.07.2020
comente a postagem!