09.09.2021

Começando a sua carreira ainda criança, para Miley Cyrus, parece que ela já viveu há um século, acumulando experiências. A última: se tornar a testemunha de um perfume que fala de pureza e amores secretos.

A vida de Miley Cyrus se desmaterializou no sucesso e agora, aos 28 anos, parece ter rematerializado em seus olhos que permaneceram como uma muralha e agora — a primeira mini diva da Disney, depois cantora disputada e não-disputada, nua para se mostrar e em exibição para esconder — escolhida por Alessandro Michele e transformada em um anime para a nova campanha FLORA Gorgeous Gardenia, a nova fragrância Gucci da qual Cyrus é a testemunha. Com seu mullet loiro que ela definiria “indiscreto”. Os clicks de Petra Collins a personificam e a desmaterializaram. E aquela teimosa sendo sempre a “filha do momento”.

Uma nova fragrância, os cem anos da casa Gucci. Olhando para trás, você sente que viveu por um segundo ou por um século inteiro?

Cresci na indústria da música e do entretenimento, também comecei minha carreira muito jovem, isso me deu experiências que poderiam na verdade valer uma vida inteira. Então, respondendo que às vezes eu realmente sinto que vivi por um século, acho que é mais sincero e preciso. Então…

Então…

Eu tenho certeza que, de alguma forma, vou manter minha alma “jovem” para sempre.

A flor de gardênia é um símbolo de pureza e bondade. A pureza e a gentileza representam um ponto forte ou um ponto fraco no curso da sua vida?

Eu acho que, o que nos torna o que somos, como seres humanos, é a tentativa de equilibrar tantas coisas diferentes. E, nesse sentido, o meu mantra existencial é simples: diferentes situações requerem diferentes mentalidades. No final das contas, é essa sábia elasticidade que permite que você sobreviva a qualquer situação.

Gardênia também é um símbolo de amor secreto. Viver constantemente sob os holofotes a forçou a carregar muitos segredos consigo ou, ao contrário, te levou à perdição por não ter tido nenhum?

No que me diz respeito, foi uma mistura de ambos. E nesse ponto da minha vida eu só tento viver de uma forma aberta e honesta, especialmente no que diz respeito aos meus fãs. Afinal, eles cresceram comigo. E é isso que eles esperam, manter o nosso vínculo estável.

Apresentando a sua campanha para a Gucci, Alessandro Michele disse: Miley Cyrus é uma “pioneira”, uma mulher capaz de traçar novos caminhos. O que é verdade e o que é exagerado dessa afirmação?

O significado do ultimato que dei à minha existência é: viver a minha verdade plena e encorajar aqueles ao meu lado a fazerem o mesmo. Para isso, eu concordo, muitas vezes tenho seguido um caminho que assume diferentes formas e significados dependendo do que me inspirou em um determinado dia ou momento. É o meu situacionismo. O que me leva a ultrapassar limites e abrir o caminho para que outra pessoa sinta a força e a auto-estima necessária para seguir os meus passos.

(Continua)

Leia a entrevista completa na edição de setembro da Vogue Itália, nas bancas a partir de 31 de agosto.

Tradução e Adaptação: Antonio (@plasticheartsh) e equipe Miley Cyrus Brasil.

Fonte


Publicada por: Miley Cyrus Brasil

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5496
relacionado
20.10.2021
relacionado
22.09.2021
relacionado
20.09.2021
relacionado
18.09.2021
comente a postagem!
error: Content is protected !!