27.02.2021

De acordo com o jornal El País, que é de grande circulação e possui a maior tiragem da Espanha, Miley está fortalecendo cada vez mais sua imagem de roqueira. Após seu sucesso no pré-show Super Bowl, a loirinha ainda tem planos para surpreender o seu público.

Confira a matéria traduzida abaixo!

Tradução e Adaptação: Giullya Kiss – Equipe MCBR

O Rock veio para exaltar alguém de maneira inesperada – Miley Cyrus!
Os acordes de abertura inconfundíveis de Boys Don’t Cry, clássico do The Cure, cinco caras carrancudos e mascarados acariciam seus instrumentos no pequeno palco do clube Whisky a Go Go em Los Angeles. Quando a música começa, Miley aparece, usando botas até o joelho, um casaco de pele preto e um chapéu que ela vai tirar no meio da música em para mostrar seus cabelos loiros. Ela começa a cantar e a arte de Robert Smith nunca soou tão bem.

A seguir, ela canta Zombie, de Cranberries, onde Cyrus parece estar possuída pela música, ajoelha-se e aumenta seu tom. Seus três guitarristas (três!) olharam para ela de canto, provavelmente surpresos pela performance impecável. Tudo isso aconteceu em Outubro do ao passado, em um show beneficente para ajudar os clubes independentes dos Estados Unidos que foram terrivelmente afetados pela crise na saúde causada pelo COVID.

Nos últimos meses do ano passado e nesse começo de 2021, a cantora vem sustentando uma imagem de estrela do rock que, longe de parecer impossível, soa muito verdadeira. Seu próximo passo é a colaboração em um álbum de covers do Metallica (que promete participações especiais de Elton John, Chad Smith do Red Hot Chili Peppers, o famoso violoncelista Yo-Yo Ma, e outros grandes artistas).

Provavelmente, hoje, não há um músico tão famoso e ao mesmo tempo tão livre como Miley Cyrus. Ela faz o que quer e canta qualquer coisa. Seu último álbum, Plastic Hearts, lançado no final de 2020, que conta com participações como Dua Lipa, Joan Jett, The BlackheartsStevie Nicks, a levou diretamente para a capa da edição americana da Rolling Stone. Na imagem de capa, a cantora aparece impondo toda a sua imagem de fodona, onde ela levanta o lado esquerdo do lábio (apenas o esquerdo). Talvez Iggy Pop tenha tentado o mesmo nos anos 70, mas não funcionou.  Nessa foto, ela aparece nua da cintura pra cima e cobre os seios com as mãos. O título é o seguinte: “O coração do Rock and Roll de Miley”.

A personalidade forte de Cyrus está tão bem estabelecida hoje que é difícil imaginá-la naquele adorável e travesso personagem infantil de Hannah Montana, a série de sucesso que ela filmou para a Disney. Na Espanha, sua transformação foi notada em um show no Rock in Rio Madrid, que aconteceu em 2010. Ela era esperada no estilo de HM e apareceu vestida com um corpete preto e imitando poses de Robert Plant nos anos setenta. Alguns pais tiraram seus filhos dos ombros e deixaram o local do show indignados. Nessa turnê, do seu álbum Can’t Be Tamed, ela já havia feito covers de I Love Rock and Roll, de Joan Jett, ou Smells Like Teen Spirit, do Nirvana. Ela estava começando a encontrar o seu próprio caminho.

Miley é uma figura pública desde os 11 anos. Estava predestinada ao sucesso. Mas ela não queria se tornar outra Britney Spears. Na entrevista, que acompanha fotos atrevidas na Rolling Stone (tiradas em dezembro de 2020), Cyrus solta: “A certa altura, pensei: “Tenho que controlar as minhas atitudes antes de fazer 28 anos, não queria entrar no clube dos 27, então quando fiz 26, resolvi largar tudo, virar uma pessoa sóbria”.” Mais tarde, ela revela que está bebendo novamente… moderadamente.

Desde aquela época Miley detém um tom de voz grave, como se estivesse fumando três maços de cigarro por dia. Uma voz que exibiu em homenagem à Chris Cornell (vocalista do Soundgarden), em janeiro de 2019. Lá, rodeada de artistas do Grunge e do Heavy Metal (Melvins, Foo Fighters, Stone Gossard, Metallica…), Cyrus não combina com a imagem de showgirl, mas subiu ao palco em meio ao calor da plateia, cantou e foi muito aplaudida pelo público. No dia seguinte, o baterista do Metallica, Lars Ulrich comentou em suas redes sociais: “Ainda estou impressionado com a versão de Say Hello 2 Heaven que ela fez para Chris. Foi mais que inspirador.” O líder do Foo Fighters , Dave Grohl, recentemente elogiou a cantora: “Acho que ela é a nova Joan Jett. Ele introduziu guitarras em sua música com sucesso. Ela é uma artista pop gigantesca”.

Sem esquecer daquela imagem que ela deixou na edição 2019 do Primavera Sound, vestira de couro, apoiando-se em alguns amplificadores gigantes enquanto seu guitarrista arrancava faíscas de seu instrumento no número final do show.

Sua recente aparição no Super Bowl acabou ofuscando The Weeknd, com um concerto explosivo antes do jogo. Ela disse no início da apresentação: “vamos agitar” e assim aconteceu. Ela até cantou um cover de de Nine Inch NailsHead Like a Hole.

Miley Cyrus confessou que usou drogas e é bissexual. Resgatou personagens como Billy Idol e Joan Jett do esquecimento e mostrou que nesses tempos pop voláteis, você pode virar sua carreira de cabeça pra baixo. E embora haja algo sólido por trás disso, um cuspe bem filmado e uma jaqueta de couro ajudam. Não foi assim que o punk Malcolm McLaren foi inventado?

Fonte: El País


Publicada por: Giullya

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5496
relacionado
22.09.2021
relacionado
20.09.2021
relacionado
18.09.2021
relacionado
17.09.2021
comente a postagem!
error: Content is protected !!