04.12.2020

Na última quarta-feira, 02, Miley Cyrus participou do programa de rádio “The Howard Stern Show” do artista Howard Stern onde falou sobre “Prisoner”, seu dueto com a cantora Dua Lipa, um cover de uma música de Courtney Love, sua cirurgia nas cordas vocais & mais. A seguir, você confere detalhes da reportagem:

Sair de casa não é algo que Miley Cyrus faz com frequência atualmente, mas ela estava disposta a acordar cedo e ir para a garagem da SiriusXM em Los Angeles na quarta-feira para falar mais uma vez com Howard e Robin. Claro, para conseguir uma aparência como essa, Miley fez questão de permanecer vários metros de distância dos membros de sua banda, todos os quais estavam usando máscaras, protetores faciais ou ambos.

“Estou feliz em ver vocês sorridentes”, disse Miley para Howard e Robin pelo Zoom. “Esta é minha experiência ao vivo desde a pandemia… é meio surpreendente”.

Por mais desafiador que 2020 tenha sido para todos (incluindo Miley), também marcou o lançamento de seu sétimo álbum de estúdio, “Plastic Hearts”. Ela estava mais do que disposta a apresentar algumas de suas novas músicas, bem como um cover surpreendente ao vivo durante seu retorno ao Stern Show.

Permanecer seguro, permanecer solteira?

Um aspecto positivo da pandemia COVID-19 para Miley Cyrus é que as novas diretrizes de saúde realmente devolveram a ela o anonimato. “Essa máscara realmente me deu uma sensação de normalidade”, disse ela a Howard. “Eu vou a lugares e me escondo sob essa máscara – eu pareço como todo mundo. A única coisa que acaba me denunciando é a voz”.

Ela tentou se disfarçar ainda mais colocando uma voz agude de bebê quando estava em público, mas ela admitiu que dificilmente funciona.

“Essa época tem sido realmente interessante e desafiadora para qualquer tipo de namoro ou encontro com pessoas”, disse Miley sobre como é estar solteira durante a pandemia. Ela está mantendo suas opções abertas, mas se você acha que pode marcar um encontro pessoal com Miley, pense novamente.

“Eu faço muito sexo por FaceTime – é o sexo mais seguro. Eu não pego COVID”, ela revelou a Howard. “Definitivamente, não vou fazer nada que seja irresponsável pra mim ou pra outras pessoas… é simplesmente ridículo para qualquer pessoa que não tome as precauções certas para manter um ao outro seguro. Está tudo fodido”.

A vida pessoal de Miley tem sido tema de tabloides por mais de uma década, mas talvez nunca mais do que o último ano e meio, que a viu em relacionamentos com a estrela de reality show Kaitlynn Carter e o cantor pop australiano Cody Simpson. Ambos os romances seguiram seu divórcio com o ator Liam Hemsworth, com quem ela se casou em 2018, mas com quem esteve desde os 16 anos, depois que os dois estrelaram juntos o filme “The Last Song”.

“Não sei se alguma vez pensamos que realmente íamos nos casar”, disse Miley a Howard na quarta-feira sobre seu longo relacionamento com Hemsworth. O que pode ter feito os dois passarem pelo casamento foi ver sua casa em Malibu destruída em um incêndio em novembro de 2018. Miley perdeu quase todos os seus bens valiosos: fotografias, músicas originais e seu adorado santuário para Elvis Presley.

“Eu simplesmente me agarrei ao que havia sobrado daquela casa que era eu e ele e eu realmente o amo muito, muito, muito mesmo”, disse ela.

Alguns que realmente não conhecem Miley, presumiram que ela é simplesmente um “pássaro livre” que não pode ser amarrado a uma pessoa. Ela disse a Howard que simplesmente não é o caso.

“Eu não sou um pássaro livre. Eu amo estrutura. A estrutura me mantém segura e no meu melhor e adoro ser ancorada e apoiada pelas pessoas. Não quero ser amiga de penas, quero que você seja, tipo, cimento para mim”, explicou ela.

Howard perguntou se ele poderia ajudar a arranjar alguém para Miley e perguntou se importava se a pessoa sortuda fosse um homem ou mulher.

“Eu amo as pessoas, amo quem amo, tive relacionamento com todos os gêneros”, disse ela a ele. “Estou disposta a qualquer coisa, honestamente”.

Pare a festa

Auto-reinvenção é algo em que Miley tem muita prática, tanto que ela disse a Howard que se despede de si mesma todas as noites antes de dormir, pois amanhã tratá um novo dia e uma nova Miley. Uma parte de si mesma em que Miley trabalhou arduamente em 2020 é a sobriedade. É um desafio assustador, especialmente dentro de uma pandemia global que a obriga a ficar em casa sozinha a maior parte do tempo, mas Miley notou que não foi tão difícil para ela.

“Quando quero fazer algo, eu faço e não há dúvidas sobre isso”, ela afirmou.

Embora ela não tenha usado drogas recentemente, Miley disse a Howard que tinha bebido algumas semanas atrás. Ela não se importa em ser sincera sobre o incidente, mas prefere não chama-lo de uma recaída, prefere chamar de uma regressão.

“Para mim, beber não tem sido meu demônio, mas não me faz ir mais longe”, explicou ela. “Na verdade, só me faz não atingir todo o meu potencial, o que é inaceitável para mim”.

Amigos em lugares lendários

“Se você se sente sozinho quando está sozinho, você está em má companhia”, disse Miley com um sorriso de como tem sido viver sozinha ultimamente. A família continua sendo uma parte central de sua vida – ela ainda é próxima do seu pai Billy Ray e sua mãe Tish, bem como seus muitos irmãos. Sua família pode ser grande, mas ela disse a Howard que seu círculo de amigos é relativamente pequeno.

“Eu não tenho muitos amigos. Eu tenho bons amigos. Eu tenho qualidade, não quantidade”, disse Miley.

Os amigos que ela tem incluem alguns dos maiores nomes da música e do entretenimento, no entanto. Miley tem uma tatuagem de um bilhete que sua amiga Yoko Ono lhe enviou não muito tempo atrás e ela ainda fala com sua madrinha Dolly Parton por e-mail. Stevie Nicks, duas vezes membro do Rock and Roll Hall of Fame tem até um apelido para Miley – Smiley Baby.

Quando Miley quis experimentar alguns dos sucessos de Nick, “Edge of Seventeen” para sua faixa “Midnight Sky”, Stevie não apenas deu sua permissão, mas disse a Miley que ela poderia pedir emprestado a qualquer hora que ela quisesse.

“Então eu fiquei tipo, ‘Merda, se você está assim, posso pegar você e seu tempo emprestado?’ Miley se lembra de ter dito a Stevie. As duas logo estavam em um estúdio gravando um mashup das duas músicas, que Miley também cantou no Stern Show na quarta-feira.

Miley cantando “Edge of Midnight”

A importância de apresentar suas canções de sucesso para os fãs é uma lição que Miley disse que aprendeu com Paul Simon quando os dois se encontraram nos bastidores do evento de aniversário “SNL 40” em 2015.

“Tive problemas com Paul Simon porque meu set… era tipo uma merda”, disse ela a Howard. O cantor perguntou a Miley quais de suas canções ela planejava cantar em um show em sua próxima turnê. Quando ela listou algumas faixas obscuras e não fez menção a alguns de seus singles mais populares, Paul disse que ela não poderia fazer isso com seus fãs pagantes.

“Foi bom para mim, mas não paguei para me ver. Eu posso cantar essa merda de graça quando eu quiser”, Miley admitiu.

Cantando Cornell e Courtney

Foi no “SNL 40” que Miley fez uma versão de “50 Ways to Leave Your Lover” de Paul Simon – apenas um de muitos covers pelo qual Miley recebeu ótimas críticas, incluindo do próprio Howard.

“Eu amo ouvir artistas interpretando as músicas de outras pessoas. Mas o que eu realmente gosto que você esteja fazendo é escolher músicas que eu nunca pensei que você escolheria. Você me surpreende”, disse ele a sua convidada na quarta-feira.

Uma música que Miley espera cantar um dia é “California” de Joni Mitchell, embora ela diga que precisará de muita prática para acertar o falsete. Tocar clássicos como esse permite que Miley não apenas dê uma nova vida a uma música mais antiga, mas também apresente aos fãs músicas que nunca teriam ouvido de outra forma.

“A maior parte do meu público não conhece as músicas que eu canto”, disse ela a Howard. “Houve um minuto que se você pesquisasse ‘Jonele’ no Google, diria que era uma música minha”.

Escolher músicas como “Jonele” de Dolly Parton também tende a conquistar novos fãs que, de outra forma, pensariam que Miley era incapaz de fazer covers de faixas com vocais tão exigentes. Foi esse o caso quando Miley assinou contrato para apresentar “Say Hello 2 Heaven” do Temple of the Dog no concerto de tributo a Chris Cornell em 2019. Ela disse a Howard que aquela noite foi “uma experiência fora do corpo” para ela.

“Eu nunca tinha participado de um evento como aquele antes”, disse Miley. “A lista de pessoas que estavam alinhadas para fazer isso… eu sei que eu era a única que não se encaixava”.

Seu objetivo era conquistar a multidão do Los Angeles Forum naquela noite. A ovação de pé que ela recebeu no final de sua performance é qualquer indicação de que ela mais do que teve sucesso.

“Eu realmente me senti movida pelo espírito de quanto amor havia na sala por Chris Cornell e realmente não veio de mim, aquela performance”, ela continuou, explicando como o amor compartilhado por Chris Cornell elevou sua performance e as apresentações de cada pessoa que subiu no palco naquela noite.

“Música é onde posso me esconder… onde me sinto mais segura”, acrescentou Miley, dizendo a Howard que ela não se intimida facilmente tocando com ou pra outros músicos de primeira linha. Na manhã de quarta-feira, Miley surpreendeu Howard mais uma vez ao selecionar a música “Doll Parts” do Hole para fazer um cover ao vivo no Stern Show.

“Ninguém nunca me ouviu fazer isso. Eu nunca tinha me ouvido fazer isso até ontem… isso é pra você”, disse Miley antes de começar a música.

Cantando com Dua Lipa

A maioria dos fãs do Stern Show vai se lembrar do dueto que Miley fez com Robin Quivers do clássico de natal “Silent Night” em 2018. Enquanto o co-apresentador de Howard não compartilhe o microfone com Miley de novo em seu novo álbum “Plastic Hearts”, vários outros artistas em destaque estão fazendo aparições, incluindo Joan Jett, Billy Idol e Dua Lipa, que empresta sua voz para a nova música de Miley, “Prisoner”.

“Eu gosto muito desse vídeo”, Howard disse a Miley sobre o videoclipe de Prisoner, que mostra as duas cantoras seminuas e se esfregando uma na outra durante os versos.

“Ela é gostosa pra caralho. Mas veja, isso não é tudo pra mim. Não é isso que me excita”, disse Miley sobre sua parceria em “Prisoner”. Enquanto ela acha Dua muito engraçada, Miley explicou que ela precisa de alguém que possa realmente fazê-la rir. Além disso, Dua Lipa está atualmente namorando.

“Ela tem um namorado, eu estou livre e posso fazer o que eu quiser, o que é ótimo pela primeira vez em anos e anos”, disse Miley.

Miley cantando Prisoner

A banda

A quase dois metros de Miley, estavam os membros de sua banda, alguns dos quais ela trabalha há cerca de 15 anos: Mike Schmid no teclado, Stacy Jones na bateria, Chris Chaney do Janes Addiction no baixo e Jamie Arentzen e Max Bernstein nas guitarras. Durante a entrevista, Howard ficou animado ao saber que o pai de Max era o aclamado jornalista investigativo Carl Bernstein.

“Esse cara é meu herói. É uma honra conhece-lo e dizer ao seu pai que eu disse olá”, Howard disse a Max.

“Você escreve também? Você pode fazer um pouco de jornalismo para nós?” Brincou Robin Quivers.

Embora Carl Bernstein tenha se tornado um nome familiar nas reportagens que ele e Bob Woodward fizeram sobre o escândalo Watergate e a subsequente renúncia do presidente Nixon, seu filho explicou como seu pai sempre desejou ser um crítico de rock. Enquanto escrevia para o Washington Post nos anos 70, Bernstein deu ao Led Zeppelin uma crítica negativa sobre seu primeiro show em D.C. (algo que Max ainda o provoca). Mas quando o Post não o contratou para assumir como principal repórter de rock, Bernstein planejou deixar o jornal e escrever em outro lugar.

“Então, uma noite, ele teve que cobrir uma invasão em um hotel… então ele não era um crítico de rock”, Max disse com uma risada.

Howard não pôde deixar de perguntar se havia algum romance acontecendo entre Miley e um dos caras de sua banda.

“Não, não, não, não, não, não!” ela exclamou. “Nem fale sobre ou eu nunca poderei olhar pra eles de novo!”

Miley vê sua banda como parte de sua família –pessoas que ela ama, mas não consegue se apaixonar. “Eles tiveram que olhar muito para a minha bunda, porque eu passei por uma grande fase de fio dental”, ela riu.

“Mesmo que houvesse uma… horrível guerra nuclear e o governo viesse até você e dissesse ‘Miley, você tem que repovoar a terra com seus companheiros de banda'”, Howard perguntou com uma risada.

“Eu sou uma filantropa e humanitária… se é isso que importa, claro” respondeu Miley.

O novo álbum de Miley “Plastic Hearts” já está disponível.

Tradução e Adaptação: Lucas Gomes & Lívia Bastos – Equipe MCBR

Fonte


Publicada por: Lívia Bastos

Deprecated: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/mileybr/public_html/wp-includes/functions.php on line 5144
relacionado
18.01.2021
relacionado
12.01.2021
relacionado
08.01.2021
relacionado
03.01.2021
comente a postagem!
error: Content is protected !!